Leitora da Folha se espanta ao descobrir que PSDB é o partido campeão dos fichas-sujas. Ué!

10/09/2012

É no que dar viver sequestrado da realidade por Folha, Estadão, Veja e Organizações Globo. Uma leitora da Folha, que, pelo que lê diariamente no jornal, deveria achar que o PT era o partido mais corrupto e ficha-suja do Brasil, ao contrário do PSDB, que seria o mais limpinho, surpreendeu-se com reportagem recente da própria Folha que mostra exatamente o oposto: que o PSDB é o partido com o maior número de fichas-sujas do Brasil.

Surpreendeu-me o levantamento apresentado pela Folha cruzando  candidatos impedidos pela Lei da Ficha Limpa e partidos políticos. O  PMDB tem fama de fisiológico e o PT está enroscado com o julgamento do  mensalão, mas quem lidera o ranking dos “fichas-sujas” é o PSDB, que por esses dias tem destacado a questão da honestidade e moral em suas campanhas. Que ironia.- Fabiana Tambellini. [Fonte]

Muito se fala, e se condena (eu também condeno), o uso do sequestro de pessoas como arma na luta política. Mas pouco se fala num outro sequestro, mais sutil, aquele em que não se sequestra a pessoa da realidade, mas se sequestra a realidade da pessoa, como escrevi aqui:

Quem acompanha o Brasil pelos jornalões, pelas  emissoras de TV – em especial pela Rede Globo – tem sua realidade  sequestrada. Sem um mínimo de senso crítico, essa pessoa acredita que  está diante da verdade, que o que lhe afirmam Veja, Folha, Estadão, O  Globo, a Rede Globo, é um retrato fiel da realidade.
Aí se desenvolve a síndrome de Estocolmo,  quando a vítima se identifica e/ou tenta conquistar seu sequestrador (e  basta ler os comentários nos pitblogs para entender o que digo).
Por  mais que se tente mostrar a essas pessoas que a realidade lhes foi  sequestrada, elas resistem, defendem seus pitblogueiros e seus veículos  do coração. Isso acontece mesmo que a realidade os desminta, como nos  casos do trágico acidente de Congonhas, do caos aéreo patrocinado e  agora da falsa epidemia de febre amarela, que provocou uma absurda  correria da população aos postos de vacinação para se prevenir de uma  epidemia que só existia na mídia.
A cegueira é  tão grande, que levou a enfermeira Marizete Borges de Abreu, de 43  anos, a se vacinar duas vezes contra a febre amarela, ainda que ela não  fosse viajar para uma das áreas de risco, ainda que ela tivesse  restrições físicas (lúpus – caso em que a vacina não deve ser tomada),  ainda que ela soubesse (como enfermeira) que não se deve tomar mais de  uma dose da vacina por vez (outra dose só em dez anos).
Com sua realidade sequestrada pela mídia, Marizete vacinou-se duas vezes num prazo de uma semana e veio a falecer, vítima de falência múltipla dos órgãos.
Por  isso, quando se fala de sequestro, deve-se salientar que ambas as  formas de sequestro são condenáveis, mas a população desinformada pela  mídia corporativa só toma conhecimento de uma, enquanto é manipulada  pela outra

Folha informa: petralha é lenda

09/09/2012
Por Paulo Moreira Leite na revista ÉPOCA

A liberdade de expressão permite que cada um fale o que quer e escreva como quiser mas às vezes a literatura deve ceder seus direitos a matemática.

Trazida ao mundo político durante o governo Lula, o termo “petralha” é uma falsificação, revela um levantamento da Folha de S. Paulo.

Ao juntar PETista com metRALHA, dos irmãos Metralha, de Disney, aquele que tinha simpatias pelo fascismo, o que se pretende é sugerir que o Partido dos Trabalhados é, como diz o procurador-geral da República, uma “organização criminosa.”

Será?

Analisando os 317 políticos brasileiros que foram impedidos de se candidatar pela lei Ficha Limpa, a Folha de S. Paulo fez uma descoberta fantástica.

Leia o resto deste post »


Coisas nossas

21/07/2012

Por Mino Carta na Carta Capital

A candidata. Para desapontamento tucano, nada que a comprometesse. Foto: Ricardo Trida/DGA/AE

O sigilo fiscal de Dilma Rousseff foi violado durante a campanha eleitoral de 2010. A revelação é do deputado Miro Teixeira, que denuncia também a quebra do sigilo telefônico de 20 parlamentares, vítimas mais recentes porque envolvidos na CPI do Cachoeira. Há duas semanas Teixeira entregou a lista dos grampeados, e os documentos que comprovam a quebra sofrida pela presidenta há dois anos, ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. A operação anti-Dilma malogrou porque, fácil a dedução, nada foi encontrado que comprometesse a candidata. Para desapontamento tucano.

O deputado pedetista recebeu o material de duas pessoas, em separado. Não lhes revela os nomes, bem como aqueles de 18 dos 20 grampeados. Exceções, dois de destino já selado: Demóstenes Torres e o deputado tucano Carlos Leréia. Quem está por trás das operações criminosas? O próprio Cachoeira e sua gangue? Talvez, mas há outros grupos de, digamos assim, profissionais. Aqui Teixeira fecha-se em copas. É possível entender, mesmo assim, que nem todos agem movidos por meros interesses políticos. Agem sem prévia encomenda, para comercializar o resultado dos seus serviços junto aos prováveis interessados, procurados depois de cumprida a tarefa.

Leia o resto deste post »


Graça Foster : “Xô, chupim, no meu ninho, não”

17/07/2012

 Site Carta Maior

O vazio de lideranças na coalizão demotucana obedece a causas diversas sendo de conhecimento público que alguns de seus centuriões ardorosos foram destroçados nas urnas, enquanto outros, andam às voltas com as leis.

O tucano Arthur Virgílio, ex-líder do PSDB no Senado, enquadra-se no primeiro caso;o savonarola da direita linha dura, o demo Demóstenes Torres, sugestivamente outro ex-líder no Senado (recém-cassado), exemplifica o destino do segundo grupo.

O dispositivo midiático conservador exaspera-se. À falta de ventríloquos busca-se cooptar expoentes do outro lado, na tentativa de injetar algum gás à oposição. Indispor a Presidenta Dilma Rousseff com Lula foi a primeira evidencia de uma ingenuidade desesperada.

Leia o resto deste post »


Tucanos sofrem novo golpe com denúncias de corrupção no Estado do Tocantins

11/07/2012

 

Campos

O PSDB, em dificuldades para controlar os prejuízos causados à legenda pela presença do governador de Goiás, Marconi Perillo, no inquérito que investiga as ligações com o bicheiro Carlos Augusto Ramos, amarga novamente a perda de prestígio de outro líder de peso na legenda já desgastada em outros escândalos de corrupção no Distrito Federal e em São Paulo, onde o arrecadador de fundos para o partido, Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, está com os dias contados para comparecer à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira. Alvo de uma investigação da Polícia Federal, o governador do Tocantins, Siqueira Campos, volta a ser atingido por denúncias de distribuição de propina. Desta vez, as operações fraudulentes ocorreriam por meio de uma agência de publicidade, contratada pelo governo do Estado, que funcionava, até a semana passada, em uma casa de Eduardo Siqueira Campos, filho dele e secretário de Articulação Institucional do Estado.

Leia o resto deste post »


Aberta a temporada de caça ao PT

11/07/2012

Por Saul Leblon no site Carta Maior

A propaganda eleitoral está liberada desde o dia 7 de julho. Para a fatia majoritária da população, a campanha municipal de 2012 começa agora. Para os partidos e lideranças, a caminhada vem de antes, desde as refregas na escolha dos candidatos, passando pelas disputas e as sinalizações das alianças, à luta pelo tempo no horário eleitoral gratuito a TV. Nenhuma das decisões se esgota em si mesma. A lógica do poder é espiralada, para acima e para baixo. Uma vitória catalisa as forças do passo seguinte; a derrota aleija e descredencia. O dispositivo midiático conservador arma-se com a faca nos dentes. Sem tempo de TV para afrontar o tsunami do jornalismo isento, nada feito.

O poder midiático acaba de reafirmar seu peso nas eleições presidenciais mexicanas, constituindo-se em fator decisivo à volta do PRI ao poder. A ação da Televisa –a Globo local- contra López Obrador foi tão inescrupulosa que gerou a maior surpresa do processo eleitoral: o movimento YoSoy132, uma iniciativa estudantil que combinou a força da rede e a da rua, afrontou o poder da Televisa ao criar canais alternativos de debate.

Leia o resto deste post »


Governador terá de explicar à CPI dinheiro de Cachoeira que abasteceu comitê do PSDB

09/07/2012

Blog Os Amigos Do Presidente Lula 

A possibilidade de convocação do governador do Tocantins, Siqueira Campos (PSDB), deve ser destaque na pauta da CPI do Cachoeira, nesta semana. O líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR), quer levar o governador a depor na comissão para falar sobre as acusações de que quase metade do dinheiro que abasteceu o comitê do PSDB no estado nas eleições de 2010 veio de empresários que atuavam em parceria com o bicheiro Carlinhos Cachoeira
O requerimento para a convocação de Campos deve ser apresentado hoje por Bueno. As recentes revelações apontam o governador tucano para rede de relações de Cachoeira no Tocantins ser mais extensa do que a administração de Palmas, onde, até o momento, surgiram os indícios considerados como os mais explícitos da existência de negociação de influência política em troca de recursos eleitorais.