PARAGUAI ADMITE VENEZUELA NO MERCOSUL. MERVAL…

29/06/2012

Conversa Afiada

O que menos interessa ao interesse nacional americano é o fortalecimento do Mercosul.

Saiu na Folha (*):

VENEZUELA SERÁ INCORPORADA AO MERCOSUL EM 31 DE JULHO

A Venezuela será incorporada ao Mercosul em reunião especial que será realizada em 31 de julho no Rio de Janeiro, anunciou nesta sexta-feira a presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, no âmbito da Cúpula de chefes de Estado do bloco.

O acordo tem a assinatura dos líderes de Brasil, Uruguai e Argentina (membros pleno do Mercosul). O Paraguai, que não havia ratificado essa decisão em seu Parlamento, está suspenso do bloco devido à deposição do ex-presidente Fernando Lugo.

(…)

Navalha

O tiro saiu pela culatra.

O Golpe “democrático” no Paraguai era para fortalecer o interesse nacional americano.

Por isso tantos colonistas (**) mervais, como a Catanhede e o de muitos chpéus – clique aqui para ler – , defenderam a “legalidade” do golpe.

O que menos interessa ao interesse nacional americano é o fortalecimento do Mercosul.

É por isso que o Padim Pade Cerra queria dinamitá-lo.

O maior obstáculo à entrada da Venezuela no Mercosul foi o presidente Sarney.

No Continente, o Senado paraguaio golpista é o que impedia isso.

Os americanos foram o Espírito Santo de orelha do golpe “democrático” e não esperavam que a Dilma e a Cristina Kirchner aproveitassem a ausência do Paraguai para trazer Chavez para a mesa de trabalhos.

Merval, Merval…

Paulo Henrique Amorim

(*) Folha é um jornal que não se deve deixar a avó ler, porque publica palavrões. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Daniel Dantas DEPOIS de condenado e pergunta o que ele achou da investigação; da “ditabranda”; da ficha falsa da Dilma; que veste FHC com o manto de “bom caráter”, porque, depois de 18 anos, reconheceu um filho; que matou o Tuma e depois o ressuscitou; e que é o que é,  porque o dono é o que é; nos anos militares, a  Folha emprestava carros de reportagem aos torturadores.


(**) Não tem nada a ver com cólon. São os colonistas do PiG que combateram na milícia para derrubar o presidente Lula e, depois, a presidenta Dilma. E assim se comportarão sempre que um presidente no Brasil, no mundo e na Galáxia tiver origem no trabalho e, não, no capital. O Mino Carta  costuma dizer que o Brasil é o único lugar do mundo em que jornalista chama patrão de colega. É esse  pessoal aí.


Depois a mídia reclama quando é chamada de PIG

23/06/2012

Por Eduardo Guimarães no Blog da Cidadania

Depois a mídia reclama quando é chamada de PIG (Partido da Imprensa Golpista). Seu previsível comportamento no que tange ao golpe de Estado “constitucional” no Paraguai, porém, reforça o estereótipo que ela construiu para si mesma ao longo de sua história de apreço pelas rupturas institucionais aqui e em outros países governados pela esquerda.

O grau de amor ao golpismo que se está vendo na mídia brasileira vai do apoio envergonhado da Folha de São Paulo ao apoio desavergonhado dos pistoleiros da Globo. Todos, porém, encarregados de vender ao país a teoria de que haveria algum mínimo resquício de legalidade no processo que derrubou o governo legitimamente eleito do país vizinho.

A Folha, em editorial, constata o óbvio, que o processo não obedeceu aos ritos legais aceitáveis em um processo dessa natureza, mas prega a consolidação do golpe afirmando que “Cumpre ao Brasil respeitar a soberania do Paraguai” aceitando a defenestração de um governo constitucional em um rito sumário imoral, para dizer o mínimo.

Leia o resto deste post »


Cadê a Veja que estava aqui ? O PiG (*) engoliu !

01/05/2012

Conversa Afiada


Ligou o Vasco, de novo.

–    Parabéns, ansioso blogueiro !
–  O que foi que houve, Vasco, assim tão cedo ?
–    É aquele seu artigo do “vamos para cima da Delta, do Cerra” está excelente. Você merecia ir para a Academia Brasileira de Letras !
–    Calma, Vasco, só se for na vaga do Merval !
–    Está cedo …
–    Chega de brincadeira, Vasco. O Azenha também publicou um artigo muito bom da Conceição Lemes sobre a Delta do Cerra e do Paulo Preto – Você viu ?
–    Claro, essa Conceição é danada !
–    O Merval não acha … Mas, desculpe, você liga a essa hora da manhã, com bafo de cachaça,  para me falar da Academia Brasileira de Letras ?
–    Não, meu filho. Não é de cachaça. É de gim.
–    Sim, sim, mas e daí, Vasco ? Preciso correr para ler a Eliane Catanhêde. Me disseram que ela está felicíssima com a escolha do Brizolinha.

Leia o resto deste post »


Coluna de Merval, o Imortal, Pereira dá dica para advogado de Demóstenes: É só alegar que ele é psicopata

31/03/2012

Blog do Mello

Depois que a casa cai, aparecem os engenheiros de obras fracassadas. É divertido observar o comportamento acuado, quase infantil, da mídia corporativa diante da queda do senador Demóstenes Torres.

Completamente aturdido, Merval, o Imortal, Pereira foi ao psicanalista Joel Birman para tentar entender como aquele homem tão puro, defensor da ética, rolou cachoeira abaixo [o destaque em negrito é meu]:

Segundo o psicanalista Joel Birman, professor da UFRJ e da UERJ, o senador Demóstenes é um mitômano que acreditou na sua própria fantasia.

Ele vestiu uma máscara e ela acabou se colando em seu corpo. Ao dizer “Eu não sou mais o Demóstenes”, está revelando uma personalidade psicologicamente quebrada, como se dissesse “Eu não sei mais quem é o Demóstenes”.

Está também se fazendo de vítima para seus pares, a fim de evitar um julgamento político na Comissão de Ética do Senado.

Essa vitimização é importante, ressalta Joel Birman, no sentido de revelar uma estratégia de defesa. Esse personagem que ele criou para si próprio não era uma mentira de Demóstenes, ele incorporou esse personagem e acreditava nele.

Podia acusar com veemência seus colegas senadores apanhados em desvios, como o senador Renan Calheiros, enquanto mantinha o relacionamento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira por que, como todo psicopata, não misturava as personalidades.

A de homem público era essa, criada por ele, para colocá-lo com destaque entre seus pares na defesa da ética na política, mesmo que tivesse no particular uma conduta antiética.

Portanto, Kakay (o advogado de Demóstenes) já tem uma boia de salvação, caso fracasse a tentativa de anular todo o processo com a história de que as gravações não poderiam ter sido feitas sem anuência do STF pelo fato de Demóstenes ser senador. É só dizer que o falso moralista é doido.


Merval desengana Chávez, Chávez engana Merval

02/03/2012

Por Fernando Brito no Blog Tijolaço 

O acadêmico (de medicina?) Merval Pereira, que parece estar transmitindo, como um narrador de futebol, cada mais íntimo detalhe do tratamento médico a que está sendo submetido o presidente venezuelano Hugo Chávez, acaba de dar “última forma” em suas catrastróficas previsões, feitas pela manhã.

Às 10 horas, Chávez precisaria ser submetido a uma cirurgia para estancar uma hemorragia “mas sua debilidade física não permitiu”.
Por volta de 11 horas, a Telesur levava ao ar o vídeo, ao vivo, onde Chávez conversa e cumprimenta o pessoal envolvido na costrução de casas populares, no programa conhecido como “Mission Vivienda”.”Eu estou bem, recuperando-me aceleradamente”, disse Chávez, comentando que “desde ontem estou caminhando, andando pelos corredores”.

Às 14:50, Dr. Merval corrigiu seu diagnóstico, dizendo que que “os médicos conseguiram estabilizar a situação de saúde do presidente venezuelano Hugo Chávez sem necessidade de nova cirurgia”.E assim vamos assistindo este maravilhoso tratamento médico-jornalístico que o acadêmico Merval & Cia vem prestando a Chávez.

Se é mesmo que existe algum médico dando-lhe informações, deve ser alguém sem CRM, para ter tais padrões éticos.


Dr. Merval “mata” Hugo Chávez até a eleição

16/02/2012

por Fernando Brito no Blog Tijolaço

Como se não bastasse a propaganda aberta de O Globo – até editorial  –  em favor de Henrique Caprilles Radonski contra Hugo Chávez, o jornal agora vai matar o presidente venezuelano antes da eleição.

Dr. Merval Pereira, citando médicos brasileiros que teriam visto exames de Hugo Chávez, diz que o câncer está se espalhando rapidamente em direção ao fígado.

“A saúde do presidente Hugo Chávez, da Venezuela, pode afetar a eleição presidencial. Os últimos exames, analisados por médicos brasileiros, indicam que o câncer está em processo de metástase, se alastrando em direção ao fígado, deixando pouca margem a uma recuperação.

Como a eleição presidencial se realiza dentro de 8 meses, a 7 de outubro, dificilmente o presidente venezuelano estaria em condições de fazer uma campanha eleitoral que exigirá muito esforço físico, pois a oposição já tem em Henrique Capriles um candidato de união.”

Pode ser, pode não ser.  Não tem nome de ninguém, nem qualquer detalhe de porque e como ser teriam trazido exames de Chávez aqui para o Brasil. Mas que a urubulogia está atingindo as raias do inimaginável, está.

E, que coisa, parece que o Paulo Henrique Amorim tem razão quando fala da “ética” que anda imperando nestas questões de saúde dos políticos que a mídia elegeu como inimigos.


Merval e seu caráter

05/10/2011

Blog Tijolaço por Brizola Neto

O senhor Merval Pereira volta hoje à carga. Diz que eu “recuei”, “abdiquei”, “voltei atrás” de minhas posições e “aderi” à defesa do Rio de Janeiro.

O senhor Merval Pereira é um primor de caráter.

Ele tem sempre uma boa explicação: não foi ele quem errou, os fatos é que erraram.

Foi assim quando, em 1989, em plena campanha presidencial, publicou uma foto de um homem com uma foto de Leonel Brizola e disse que era o traficante “Eureka”.

Como o homem não era traficante, mas um líder da comunidade, José Roque Ferreira, Merval preferiu não pedir desculpas e alegar que um policial informou que era um traficante, como alegou à época ao ombudsmanda Folha, Caio Túlio Costa.

Em lugar de  esclarecer, segundo a Folha, o Globo passou a investigar Ferreira, para arranjar algo que o envolvesse como o tráfico.

Esta história ainda será contada com mais detalhes.

Leia o resto deste post »