Acordo entre oposição e base aliada livra Cabral, Perillo e Queiroz da CPMI

Correio do Brasil

Por Redação – de Brasília

Cabral

Vacarezza troca mensagens com Cabral durante sessão da CPMI

A situação do governador SérgioCabral Filho ficou por um fio na tarde desta quinta-feira, mas ele foi salvo por um acordo fechado entre oposição e situação na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira e ficou de fora da convocação para depor sobre suas possíveis ligações com a Delta Construções, empreiteira ligada ao esquema do bicheiro Carlos Augusto Ramos. O cinegrafista do canal de TV SBT filmou uma troca de mensagens entre o deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-SP), durante a sessão da CPMI, na qual garantia a blindagem do PT ao governador fluminense.

Nas imagens, exibidas durante o jornal do SBT, a troca de mensagens de celular entre Vaccarezza, um dos principais líderes da base governista, e Cabral não deixam dúvidas quanto ao teor da conversa:

“A relação com o PMDB vai azedar na CPI. Mas não se preocupe, você é nosso e nós somos teu [sic]“, escreveu Vaccarezza, que não foi localizado por jornalistas para comentar o diálogo travado com o peemedebista fluminense. Este, por sua vez, também não falou à imprensa e a assessoria dele, no Palácio Guanabara, disse que não iria se manifestar sobre o assunto.

Parte dos integrantes da CPMI defendia a pronta convocação de Cabral, amigo de Fernando Cavendish, presidente licenciado do Conselho de Administração da Delta Construções, empreiteira pivô do caso Carlinhos Cachoeira, com quem dividiu momentos íntimos em viagens à Europa, flagrados em fotos e vídeos divulgados nas últimas semanas pelo deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ). Em seu blog, na internet, Cabral e Cavendish aparecem juntos em Paris, durante comemoração em um dos restaurantes mais caros do mundo.

Desde o início do governo de Sérgio Cabral, em 2007, a Delta faturou mais de R$ 1,4 bilhão dos cofres do Estado do Rio. A maior parte destes recursos foram destinados sem licitação pública. Em defesa do aliado, na sessão desta tarde na CPMI, Vaccarezza disse que eventuais superfaturamentos não são exclusividade da Delta e propôs uma restrição do alcance das investigações.

– Se tiver superfaturamento em uma obra ou outra, não é competência dessa CPI investigar. É de outra. Como tem (superfaturamento) de outras empreiteiras – discursou.

Um requerimento pedindo a convocação de Cabral chegou a ser redigido, mas um acordo entre a base governista e a oposição impediu que fosse votada, desde que o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT) também fossem dispensados da explicação ao público.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: