Carlinhos Cachoeira negocia delação premiada

Por Felipe Patury na Revista Época

O bicheiro Carlinhos Cachoeira negocia com o Ministério Público um acordo de delação premiada. Cachoeira foi preso no dia 29 de fevereiro. O Palácio do Planalto foi informado do início das negociações e acompanha o caso.

Reportagem publicada no site de ÉPOCA na semana passada mostrou que as investigações da Polícia Federal descobriram que Carlinhos Cachoeira se relacionava com políticos. Na quarta-feira (14), outra reportagem dá mais detalhes sobre como o empresário de jogos falava com as pessoas de sua mais estrita confiança: ele habilitou em Miami 15 aparelhos de rádio, da marca Nextel. De acordo com a PF, o propósito de Cachoeira era evitar que escutas telefônicas, legais ou ilegais, captassem suas conversas. Nos relatórios da investigação, o grupo contemplado com os rádios é chamado de “14 + 1”. Entre os 14, há foragidos e os que foram presos com Carlinhos Cachoeira durante a Operação Monte Carlo, da PF. O “1” é o senador Demóstenes Torres (GO), líder do Democratas no Senado Federal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: