Como Serra (não) enfrenta as pressões

Três episódios que ilustram bem a personalidade de José Serra, que me foram passados por um ex-assessor de comunicação que trabalhou muitos anos ligado ao PSDB.

O primeiro, no comício das diretas. Serra foi contra desde o início, alegando que não daria certo. Quando o carro pegou, tentou embarcar de carona. Provocou revolta nos companheiros, a ponto de ter havido briga de braço um militante qualificado do partido.

O segundo episódio foi com Mário Covas. Na prefeitura, Covas sempre atribuía a Serra as notas que saíam contra ele na imprensa e, depois, às notas plantadas durante a Constituinte. Certo dia Covas deu o troco, com uma crítica em on contra Serra, em plena constituinte.

Em vez de responder, Serra foi até a repórter de O Globo e garantiu, em off, que Covas não tinha feito aquela crítica, que fora mal interpretado pelo jornal. A repórter procurou um assessor do partido que foi direto: converse com o Covas novamente. Cova reiterou as críticas, em on. Serra se escondeu.

No governo FHC, uma característica permanente de Serra era desaparecer de cena assim que acontecia qualquer crise. Sumia, simplesmente, não era achado, conta o ex-assessor. Esse comportamento se repetiu em São Paulo, quando governador. Sumiu de cena no episódio das enchentes, no conflito entre PM e Polícia Civil, nos conflitos da USP.

A explicação do ex-assessor vale para os momentos atuais. Sob pressão, Serra entra em parafuso.

3 Responses to Como Serra (não) enfrenta as pressões

  1. Leon Bracaleone disse:

    EM RESUMO:
    É UM CARREIRISTA !!!
    Não se elege mais nem síndico de condomínio, se morasse em um.

  2. nilcemar disse:

    Também quanto a sua real formação acadêmica pairam dúvidas. Primeiro se dizia pós graduado no exterior, depois seria economista, e ultimamente tem falado que é engenheiro e estudou na Escola Politécnica ( ! ) Outro dia disse ter sido professor na UNICAMP; coisa que os frequentadores dessas instituições não se lembram. De que matéria teria ele dado aulas na UNICAMP ? em qual das faculdades ? Acho possível que ele tenha ido dar uma palestra lá …

    • Octaviano Galvão Neto disse:

      Por favor, ENTERREM O SERRA !
      O ostracismo será o maior de seus castigos.
      Que ele seja esquecido e que de sua memória nada reste, pois que nada construiu a bem de seus semelhantes (não falo de sua família, claro!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: