Fátima Bernardes quer ver os filhos crescer

Blog DoLaDoDeLa 

A possível saída de Fátima Bernardes da bancada daquele que já foi o telejornal mais influente do país, mas que hoje não elege um síndico de prédio, treze anos depois de assumir o posto, tem como causas, não só o cansaço da função.
O DoLaDoDeLá apurou que ela está farta de, todo santo dia, chegar à emissora por volta de meio-dia, participar de entediantes reuniões ao lado do marido, que se considera Deus encarnado na terra, fazer cabelo e maquiagem, apresentar aquela chatura do Globo Notícia, que dá um trabalho danado, para um resultado pífio e chegar em casa depois das nove da noite, quando os trigêmeos Vinícius, Beatriz e Laura, perto de completarem 15 anos, estão exaustos, prontos para dormir.
Fátima sabe que deixar o posto no auge do estrelato, tendo passado quase metade da vida no Jardim Botânico, tem um quê de glamour. Renunciar à majestade por causas mais nobres, como cuidar dos filhos, que vão precisar muito da mãe agora na adolescência, ou mesmo participar de projetos sociais, como ler livros para crianças carentes, como fez na semana passada, por exemplo, na Fundação Biblioteca Nacional, durante a terceira semana do projeto “Lê pra Mim?” é muito mais edificante.
Depois tem outra,…

à beira dos 50, ela já conquistou tudo o que queria na TV. Fez todos os programas e seu pé de meia permite a ela até pendurar as chuteiras, caso queira. Quem não quer é a Globo, que deve perguntar à primeira-dama do Jornal Nacional o que ela quer fazer da vida. Afinal, depois de participações especiais em Copas do Mundo, Criança Esperança, Domingão do Faustão, Carnaval e tantos outros eventos, ela pode se dar ao luxo de escolher o que quer, como quer e quando quer, mesmo que seja apenas uma vez por semana, por um salário igual ou menor.

A notícia alvoroçou, pela ordem: Ana Paula Araújo, Patrícia Poeta, Renata Vasconcellos, Sandra Annenberg e Carla Vilhena. O banco de apostas já está aberto. Se depender de Carlos Henrique Schroder, que é quem manda, a solução será a queridinha do momento: Ana Paula. Ali Kamel foi procurado pela coluna da jornalista Mônica Bergamo para falar sobre o assunto mas, parece, perdeu a voz. Ou a audição, afinal, sempre tão bem informado, não esperava ser o último a saber da notícia.
Fátima Bernardes entrou para a TV Globo em 1987. Ficou um ano no “RJTV”, depois foi para o “Jornal da Globo”, apresentou o “Fantástico” duas vezes, a segunda ao lado de Pedro Bial, além do Jornal Hoje. Em 1998 assumiu o JN, ao lado de Bonner, em substituição à Lillian Witte Fibe. Fátima será sempre lembrada pelo cala boca que deu no marido, durante a entrevista com a então candidata à presidência, Dilma Rousseff, no ano passado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: