Luciano Huck e o “peixe urbano”

Blog do Miro por Altamiro Borges

Na sua versão online, a Agência Estado deu hoje uma pequena notinha:*****

Procon-SP autua três sites de compra coletiva por irregularidades

21 de novembro de 2011 – 13h 43

A Fundação Procon-SP autuou os sites Groupon, Click On e Peixe Urbano e mais onze estabelecimentos por irregularidades na venda de produtos e serviços por meio de compras coletivas. Entre as falhas encontradas pela fiscalização da entidade estão falta de garantia da qualidade dos serviços oferecidos, não devolução dos valores nos casos de não prestação do serviço e informação incorreta do porcentual de desconto oferecido. Segundo o Procon-SP, os sites de compras coletivas responderam por 767 reclamações de consumidores à entidade de janeiro a setembro deste ano.

As empresas irão responder a processos administrativos e correm o risco de serem multadas de R$ 400 a R$ 6 milhões, com base no artigo 57 do Código de Defesa do Consumidor. Nos estabelecimentos físicos, os fiscais encontraram ausência na informação de preço para que o consumidor ficasse impossibilitado de comparar o valor ofertado no site e o praticado, alteração dos preços anunciados no período da promoção e recusa na devolução do dinheiro nos casos de não prestação do serviço.

*****

O “bom-mocismo” da mídia

O curioso nesta história é que o Estadão simplesmente deixou de informar a seus leitores que uma das empresas autuadas, Peixe Urbano, tem como acionista o apresentador global Luciano Huck. E olha que o rapaz é uma celebridade!

Ele já foi capa da revista Veja, numa matéria bajuladora sobre seu “bom-mocismo”. Também foi um das estrelas da campanha do tucano José Serra em outubro passado. E, segundo alguns colunistas sociais, o astro da TV Globo até teria pretensões eleitorais.

Um negócio milionário

Os negócios de Luciano Huck com a empresa autuada são públicos. A revista Exame de dezembro último noticiou que ele adquiriu 5% das ações do Peixe Urbano. “O interesse em firmar a parceria foi do próprio apresentador, que tinha um amigo em comum com os fundadores”, revelou Letícia Leite, diretora de comunicação do sítio.

Ainda segundo a revista, o Peixe Urbano foi pioneiro no negócio de compras coletivas no Brasil. “Julio Vasconcellos, à frente do site, trouxe o modelo dos Estados Unidos há oito meses. Desde então, houve uma explosão nesse mercado. Hoje, são quase 250 sites copiando o modelo. Presente em 29 cidades, o Peixe Urbano já ultrapassou 5 milhões de usuários cadastrados”.

Jornal Nacional vai fazer escândalo?

A Exame também informou que Luciano Huck tem participação em outros negócios, como a academia carioca Body Tech e a rede de frozen yogurt Yoggi. Apesar destas informações estarem disponíveis na internet, o Estadão preferiu não mencionar o artista global. Se fosse alguém ligado ao governo seria o maior escândalo. Mas entre os “amigos” prevalece o “bom-mocismo”.

Será que o Jornal Nacional, da TV Globo, vai falar sobre as autuações? Será que Luciano Huck será capa de uma nova edição da revista Veja? Será que José Serra vai se solidarizar com seu cabo-eleitoral de luxo?

One Response to Luciano Huck e o “peixe urbano”

  1. luisfernando- rio de janeiro disse:

    essa figura antipática não pode ver dinheiro fica igual urubu na carniça,é claro que a rede esgoto de manipulação vai passar batida pelo assunto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: