Marcos Coimbra: 2012 e 2014

Do Blog Tijolaço por Fernando Brito 

O sociólogo Marcos Coimbra, em sua coluna no Correio Braziliense, dá uma “esfriada” nos que pensam que um eventual – e improvável – afastamento de Lula das eleições municipais do ano que vem vá ter grande influência sobre as eleições de 2014.
Sempre ressalvando que não é provável que Lula esteja fora desta disputa, Coimbra não vê, ainda assim, bons horizontes para a tucanada:

“E a eleição presidencial?

Hoje, o PT tem dois nomes. Lula, não se precisa demonstrar, seria dificílimo de bater. Dilma, mantida a avaliação atual, uma candidata muito forte (especialmente se lembrarmos que sua principal limitação em 2010, o desconhecimento, não será problema em 2014).

O PT teria, portanto, duas opções de candidatura, eleitoralmente equivalentes: ambas com alta probabilidade de vencer. Ainda mais pelo desgaste dos nomes nacionais da oposição (FHC e Serra) e o baixo conhecimento popular de suas novas lideranças (Aécio).

Se Lula se aposentasse, o PT ficaria com Dilma. O que só seria um problema se o governo estivesse muito mal (muito mal, mesmo!). Nada indica que esse seja o quadro mais provável.

Para o PT, é evidentemente melhor que Lula não se aposente. E o Brasil não ganharia nada se ele deixasse a política. Ao contrário, perderia muito.

Ainda bem que, pelo que sabemos, isso não vai ocorrer tão cedo.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: