Kaddafi está morto, diz cônsul líbio

Redação da Carta Capital

 

O Conselho Nacional de Transição (CNT) e a emissora de televisão Líbia Livre afirmaram nesta quinta-feira 20 que o ditador do país, Muammar Kaddafi, foi capturado esta manhã junto com seu filho Mouatassim, antigo chefe dos serviços de segurança Mansour Daou e o ex-chefe dos serviços secretos Abdallah Senoussi. Segundo informações iniciais, ele estaria com as duas pernas feridas por tiros. Uma televisão pró-Kaddafi desmentiu no seu site a informação de que o ex-líder teria sido capturado.

No Brasil, cônsul-geral da Líbia, Mohammed Ninfat, disse à Agência Brasil que obteve informações confirmando a morte do presidente líbio, Muammar Khadafi. Mas ele disse que está com dificuldades de falar com integrantes do Conselho Nacional de Transição (CNT). Ninfat é o chefe da Embaixada da Líbia em Brasília, pois a representação está sem embaixador. O clima na representação diplomática é de comemoração e festa. A bandeira da oposição a Khadafi está hasteada no local.

“O momento é de celebração. Mas precisaremos da ajuda da comunidade internacional. O Brasil, por exemplo, pode nos ajudar para a retirada de minas terrestres, colocadas por ordem de Khadafi em vários locais da Líbia”, disse o cônsul, lembrando que as cidades que mais sofrem por causa das minas são Brega e Zliten.

Nem Estados Unidos nem a OTAN confirmam ou negam a captura do coronel. Mas em conversa ao telefone com a agência de notícias Reuters, o líder do CNT Mustafa Abdel Jalil teria confirmado a captura.

Kaddafi estava desaparecido desde que o CNT assumiu o comando da capital, Trípoli, e das principais cidades líbias.

Reprodução de imagem da TV árabe Al Jazira mostra o coronel Kaddafi caído

Por meio de mensagens de áudio, enviadas a uma emissora síria, Kaddafi mantinha contato com a população líbia. Nas últimas gravações, ele disse que resistiria à pressão “até o final” e pediu que os líbios fiéis a ele fizessem o mesmo. Kaddafi informou ainda que não deixaria a Líbia.

Em setembro, o Tribunal Penal Internacional (TPI) pediu que a Interpol, a polícia internacional, capturasse Kaddafi e seus aliados. Em março, o tribunal anunciou que o presidente líbio e seus colaboradores serão julgados por crime contra a humanidade, como violação aos direitos humanos, assassinatos e estupros.

One Response to Kaddafi está morto, diz cônsul líbio

  1. Espero que o povo libio tenha a paz e civilidade que anos se precisa.assim como a humanidade precisa acabar com certos ditatores.
    que Isso sirva de expl.pros nosssos “ditadores” poloitos.
    Fmuniz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: