Aécio toca os primeiros acordes da oposição – e desafina

Reproduzo artigo de Lucas Figueiredo publicado no seu blog

Quatro dias atrás, este blog registrou que Dilma Rousseff atravessara os três primeiros meses de seu mandato sem oposição. Pois no sábado, 2, o grande nome da oposição para a eleição presidencial de 2014, senador Aécio Neves (PSDB-MG), ensaiou seus primeiros acordes – e desafinou.

Aécio criticou a intenção de Dilma de criar a Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa, com status de ministério. A presidente planeja nomear para a pasta o senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), abrindo assim uma vaga no Senado para o presidente nacional do PT e um dos principais caciques da campanha de Dilma, José Eduardo Dutra. “O PT acha que o coreto é colocar o país a serviço de um partido político. Essa notícia, reiterada hoje, de que a presidente da República criará mais um ministério para acomodar um dirigente partidário que não foi eleito, que não teve votos, para estar no Senado da República, é um escárnio para com a população brasileira”, afirmou o tucano.

Aécio Neves está correto na sua crítica. O problema é que, poucos dias antes, ele fez a mesma coisa.

Em janeiro, a fim de atender os interesses de aliados de Aécio em Minas, o governador do Estado, Antonio Anastasia (PSDB), afilhado político de Aécio, criou cinco secretarias (Trabalho e Emprego, Casa Civil e Relações Institucionais, Regularização Fundiária, Copa do Mundo e Gestão Metropolitana). A provável candidatura de Aécio em 2014 também foi decisiva na formatação do secretariado de Anastasia. Contrariando seu perfil técnico e cedendo aos apelos de seu padrinho Aécio, o governador preencheu a maioria dos cargos com deputados, abrindo assim vagas para os suplentes (duas nomeações com uma só canetada). Na recém criada secretaria do Trabalho e Emprego, por exemplo, o nomeado foi o deputado Carlos Pimenta, indicado pelo PDT, legenda simpática a Aécio. Carlos Pimenta é médico.

Aécio anunciou que na quarta-feira finalmente fará seu tão anunciado primeiro discurso no Senado. Tem portanto mais dois dias para afinar seu instrumento.

 

One Response to Aécio toca os primeiros acordes da oposição – e desafina

  1. clovis marcos disse:

    Faça o que eu digo, não faça o que eu faço porque é um escarniu minhas ações. Que eu sirva de exemplo, deveria ter completado o dignissimo senador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: