Talento em dose dupla. Ou melhor, em dose tripla.

Eason Nascimento e Isa Dorian Sampaio


O teatro São João em Sobral, importante espaço de manifestações culturais da zona norte do estado do Ceará foi palco nos anos 70 do festival Mandacaru, responsável por abrigar e divulgar a produção musical dos estudantes sobralenses. Destaque para Vicente Lopes, vencedor por 3 seguidas edições com as músicas Canto do Cisne, Anonimato e Vira Vento, ponto de partida para a carreira do compositor que dali seguiria para o Rio de Janeiro onde gravou alguns discos. Pessoalmente somos  admiradores de Lagoa de Aluá, um de seus sucessos em parceria com Climério e Ednardo.

Como parte das comemorações dos seus 130 anos, o teatro recebeu nesta sexta que passou, os consagrado instrumentistas Nonato Luiz, internacionalmente reconhecido como um mestre do violão e Adelson Viana, maestro, arranjador e um dos maiores sanfoneiros do país. O roteiro foi baseado  no álbum Dobrado, recentemente lançado pela dupla.

Adelson, além de evidenciar seu talento no acordeon, interpretou diversas canções de Luiz Gonzaga, mostrando a nova fase da carreira. Sua performance demonstra que evolui rápidamente como cantor e nos deixa a certeza que terá a curto prazo o reconhecimento de crítica e de público, que não lhe poupa elogios como instrumentista.

Além da performance com o violão onde consegue proezas dignas de registro, o fabuloso Nonato Luiz seguiu os passos do parceiro e surpreendeu positivamente o público, soltando sua voz, o que raramente acontece, cantando e fazendo o público cantar junto com ele, a bela Rubi Grená, canção de sua autoria com letra de Sergio Natureza, gravada por Fagner. O público se sentiu prestigiado e aplaudiu estes dois grandes artistas.

Vicente Lopes, que atualmente se prepara para lançar seu mais novo trabalho, Nascente,  subiu ao palco como convidado especial  em participação solo e ao lado de Nonato e Adelson, interpretou algumas de suas belas canções. O evento terminou por deixar em cada um dos presentes, a sensação de que valeu a pena voltar ao Teatro São João e reconhecer que ali é lugar de grandes espetáculos musicais, como aconteceu nesta noite.

Previsto inicialmente para uma dose dupla de talentos, o evento cresceu. Virou dose tripla.

Em tempo : Parabéns a simpática e eficiente equipe de produção sob o comando de Kelly Brasil.

3 Responses to Talento em dose dupla. Ou melhor, em dose tripla.

  1. Parabens pela bela matéria. Agradecemos pelo Ereconhecimento. Ficamos felizes em contribuir para o engrandecimetno da arte e cultura de Sobral e do Ceará.
    Kelly Brasil e Maria Carvalho
    EM PAUTA Produções e Eventos

  2. vicente lopes disse:

    Caro Eason

    Inicialmente, parabéns pelo seu blog.
    A sua sensibilidade para com as artes, especialmente a música, (além da área política) certamente lhe confere uma maior amplitude na apreensão e divulgação de assuntos relevantes, o que você faz com competência.
    Agradeço pela cobertura do encerramento das comemorações de encerramento dos 130 anos do nosso Theatro São João, assim como um pouco da minha própria história no mundo artístico.
    Vicente Lopes

  3. Meu caro Vicente

    Seu nome faz parte da relações de grandes talentos da musica nordestina. Quem acompanha seu trabalho enxerga com clareza o quanto você é competente em retratar o cotidiano da vida por estas bandas do Brasil, através da música. Neste reconhecimento, não estou sozinho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: