Dilma Rousseff, 36º presidente do Brasil

31/10/2010

Blog da Cidadania – Eduardo Guimarães

Não devo escrever muito. O momento é de os democratas comemorarem a vitoria da verdade sobre a mentira, da democracia sobre os vassalos da ditadura militar que ameaçaram retomar o poder por meio de um homem sem caráter, capaz de tudo para atingir objetivos pessoais.

Haverá muito, muito tempo para analisar o novo Brasil que não pára de surgir no horizonte. Agora é hora de comemorar. Comemore, pois. Escreva aqui o que quiser. O blog é seu. Você merece por ajudar este espaço a travar o bom combate com seu apoio, com sua leitura, sua repercussão.

Viva Lula!

Viva Dilma!

Viva a Democracia!

Viva a verdade!

Viva o Brasil!

 


56 a 44: Dilma deu uma surra. O PiG (*) vai esconder

31/10/2010
    Conversa Afiada – Paulo Henrique Amorim

Dilma estreou com uma goleada

Em 2002 e 2006, Lula derrotou os tucanos pelo mesmo placar: 61 a 39.
O PiG (*) e seus notáveis colonistas (**) jamais disseram que foi uma surra.

O único que disse isso foi o New York Times que considerou a vitória de Lula acachapante.

Agora Dilma, que jamais se candidatou a um cargo eletivo, deu outra surra: 56% a 44% com 12 milhões de votos de diferença.

José Serra manteve o padrão sórdido que empreendeu em sua sólida campanha.

No mundo inteiro, o candidato derrotado fala primeiro ao público e dá parabéns ao vitorioso.

Aqui no Brasil, José Serra, que até hoje não admite ter perdido a eleição de 2002, deu-se ao direito de falar depois de ouvir discurso da vencedora.

Uma vez calhorda, sempre calhorda.

 


Dilma e três focos de atenção

31/10/2010

Tijolaço – Brizola Neto

Já fez meia hora que estou aqui começando a escrever e apagando. Começo de novo, apago de novo. É difícil, meus amigos e amigas, fixar o raciocínio numa hora em que se misturam alegrias, ressentimentos, a combatividade sustentada durante meses e meses a fio e a necessária reflexão que se impõe no momento de uma vitória eleitoral como esta.

Claro que a vontade que se tem é de dizer algumas boas verdades que ficaram entaladas – e olhem que dissemos umas quantas por aqui. Fiquemos, pois, com o essencial: O Brasil está fadado a, pelo menos nos próximos quatro anos, seguir os caminhos de sua afirmação como país soberano, como economia emergente e como país que busca retirar o seu povo do quadro de abandono e degradação a que, salvo por raros intervalos, os governantes e a generalidade das elites brasileiras, impuseram.

Não se trata de discutir as virtudes e habilidades de Dilma. Ela provou aos que preconceituosamente a chamavam de “poste” há poucos meses, o quanto tem idéias, fibra, determinação e lucidez para enfrentar situações difíceis, como foi esta mais sórdida campanha eleitoral que a história do país já conheceu. Nem mesmo de tratar, como a grande imprensa tenta fazer, do que seria uma tutela de Lula sobre seu governo. Companheiros de idéias não se tutelam: cooperam.

Continue lendo »


O Brasil rumo ao futuro!

31/10/2010

Eason Nascimento

Depois de conhecermos de perto e sentirmos na pele o que nos causou os  8 anos de governo FHC, fomos à luta contra a candidatura de José Serra. Todo o esforço feito por Lula e Dilma, que iniciaram um processo de recuperação do país e da auto estima dos brasileiros, não poderia ser desperdiçado. Com a eleição de Dilma Roussef, o Brasil avança ainda mais rumo ao futuro. Lula abriu as portas e mostrou o caminho.

Hoje o Brasil tem todas as condições para alcançar o seleto grupo de países desenvolvidos. Como se não bastassem todas as riquezas que aqui sempre possuimos, a quantidade e a qualidade de petróleo da camada  do pré-sal, que a cada dia nos surpreende com mais descobertas, é a garantia do lastro economico, necessário para que, nas mãos de um governo sério e comprometido com seu povo, seja instrumento empregado na solução dos problemas estruturais e socias da população. Estamos no caminho de uma nova realidade.

Esta campanha foi uma das mais sujas que o país vivenciou.  Serra foi um adversário desleal e suas artimanhas ficarão gravadas na triste memória da história eleitoral do país. O lixo seria o melhor local para depositá-las, mas a lembrança destes fatos deixa acesa a chama da esperança de que possamos a curto prazo, implementar instrumentos capazes de coibir fatos dessa natureza. O papel da mídia também não deve cair no esquecimento. Precisamos rever com cautela, mas com firmeza nossa legislação e nossos mecanismos de reação aos desmandos eleitorais dos veículos de comunicação, neste caso, usados em descarado apoio a candidatura do tucano.

Continue lendo »


Vox Populi, Sensus, Ibope e Data Folha

30/10/2010

Eason Nascimento

Vox Populi : Dilma 57%, Serra 43%

Sensus : Dilma 57,2%, Serra 42,8%

Ibope : Dilma 56%, Serra 44%

Data Folha : Dilma 55%, Serra 45%

(Todos os números são de votos válidos)



A campanha de manipulação nas igrejas

30/10/2010

blog do Nassif

Por Rodrigo Lima

Nassif, sou pastor da Igreja Presbiteriana Independente em Rolim de Moura, Rondônia. Hoje recebo, na caixa de correio da igreja, um DVD que, ao assistir, quase caio para trás. Era uma tremenda manipulação usando versículos bíblicos contra a candidatura da Dilma, falando de lei da mordaça, casamento gay, lei do aborto, aprovação de assassinatos de crianças indígenas, um verdadeiro angu de caroço pra lá de indigesto. Era a mesma turma do Pascoal Piragine, pastor da 1ª Igreja Batista de Curitiba, infelizmente célebre por recentemente usar seu púlpito de modo eleitoreiro – aliás, o DVD traz sua triste mensagem. É de autoria de um tal “Movimento Nacional Cristão Contra a Iniqüidade”. O que me salta aos olhos, além da tentativa tosca de manipulação (felizmente barrei essa bobagem aqui onde pastoreio), é o próprio fato de o DVD ter chegado aqui, no interior de Rondônia. Afinal, COMO CONSEGUIRAM O ENDEREÇO DA IGREJA? Qual o cadastro consultado? E quem os financia?

O endereço deles (que não se identificam, apenas colocaram o endereço postal) é Rua José Augusto dos Santos, 108 / sala 502 – Jardim Satélite – S. José dos Campos – SP – 12230-885.

Por fim, mandei a seguinte mensagem para essa turma:

Continue lendo »


Dossiê Serra: caos na segurança (3)

30/10/2010

Por Altamiro Borges

No quesito segurança pública a demagogia tucana até poderia dar cadeia. As estatísticas indicam que de 1996 a 2001 houve um aumento da criminalidade em São Paulo. A partir deste ano, várias prefeituras foram forçadas a criar secretarias especiais de prevenção a crimes e a montar guardas municipais, em função do descaso do governo estadual. Em 2.003, com o advento do Estatuto do Desarmamento, milhares de armas de fogo foram recolhidas.

Estas e outras medidas reduziram a criminalidade, principalmente os homicídios dolosos. Mesmo assim, o quadro de insegurança ainda é grave e atemoriza cada vez mais os paulistas. Em 2008 ocorreram 24 chacinas, com 82 mortos. Nos três trimestres de 2009, houve aumento das várias modalidades criminosas, à exceção dos roubos aos bancos – os banqueiros gozam de privilégios. Neste ano, os casos de chacinas, homicídios e seqüestros relâmpagos voltaram a crescer.

Continue lendo »