O último que sair que faça a sua parte. Apague a luz.

Eason Nascimento


Outros textos já foram escritos sobre a revoada de tucanos e aliados da caravana de José Serra. Abordo o assunto motivado por fatos recentes, dando conta que alguns expoentes do PSDB, estariam com comportamento semelhante, o que é apontado por muitos como traição.

Isto se  deve ao caráter de sobrevivência política, dos que se lançam na campanha e tentam afastar-se do que põe em risco suas pretensões eleitorais.

Em Minas Gerais, Aécio Neves,  apontado como favorito para o senado, surge ao  lado do seu candidato ao governo do estado,  Antonio Anastasia mas  estranhamente não se vê a imagem do ex-governador paulista nos materias de campanha.

Aécio tem outros reais motivos para deixar Serra sozinho. Defensor ferrenho das prévias dentro do partido que apontariam o candidato à presidência,  demonstra não ter digerido completamente o posicionamento contrário de José Serra que o levou a desistir de seu intento. No entanto cresce a perspectiva do voto “Dilmasia”, onde Anastasia pega carona na onda em que surfa  a  petista Dilma Roussef.

No Ceará acontece algo semelhante. O tucano que postula o  retorno ao senado, Tasso Jeiressati, apóia e aposta no seu correligionário Marcos Cals, que almeja se eleger governador daquele estado. Também aqui não se encontra a imagem do ex-governador paulista, associado à Tasso ou a Cals.

No Rio Grande do Norte a situação é idêntica. Líder nas  pesquisas, Rosalba Ciarlini (DEM), esconde o candidato presidencial integrante da coligação que faz parte. Com elevada aceitação do governo Lula no nordeste, pode ser suicídio eleitoral centrar a campanha, se intitulando oposicão as pretensões do presidente, que é fazer de Dilma sua sucessora.

No Amazonas, Arthur Virgílio, o agressivo senador  tucano que tenta se reeleger, demonstra apreensão em associar sua imagem à Serra. Por lá o eleitor é instigado a acreditar que Virgílio não foi  opositor ferrenho de Lula, chegando inclusive a ameaça-lo fisicamente.

A  explicação de tudo isso é o conhecimento do resultado da pesquisas eleitorais, dando conta da tendência atual de mais uma derrota de  Serra. À exceção do instituto Data Folha, de propriedade da família Frias,  os demais institutos de pesquisa: Sensus, Vox Populis e até mesmo o Ibope, apontam Dilma à frente do tucano.

De olho nesses números os caciques fogem de  Serra mantendo distância da onda negativa, que parece contagiar a campanha tucana à presidência da república. Cresce a cada dia os que abandonam o barco, que  se confirmando  esta tendência ficará à deriva, afundando  mais cedo que pensava seu timoneiro.

O último que sair que faça sua parte. Apague a luz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: